top of page
  • hikafigueiredo

"O Primeiro Ano do Resto de Nossas Vidas", de Joel Schumacher, 1985

Filme do dia (105/2015) - "O Primeiro Ano do Resto de Nossas Vidas", de Joel Schumacher, 1985 - Sete amigos, recém saídos da faculdade, têm de aprender a viver suas "vidas adultas", mas encontram dificuldades para lidar com suas carreiras, seus relacionamentos e, principalmente, seus afetos.





O filme foca na vida de personagens bastante jovens, os quais passam por um verdadeiro ritual de passagem para a vida adulta. Difícil falar sobre este filme, porque foi uma obra marcante na minha adolescência (perdi a conta das vezes que o vi) e a memória afetiva fala mais alto que qualquer olhar crítico. Sem dúvida, é interessante como retrata as dificuldades daqueles jovens e é verdadeiramente impossível não se identificar com alguma passagem, personagem ou história. Mas talvez tudo seja mostrado de forma bastante superficial e nenhuma questão seja explorada com um pouco mais de profundidade - digo talvez porque realmente tenho dificuldade em analisar esse filme. Ressalte-se, ainda, que quase todos os ícones do cinema adolescente dos anos 80 estão presentes, faltando, apenas, a Molly Ringwald - temos O Emílio Estevez, o Andrew McCarthy, o Judd Nelson, o Rob Lowe, a Demi Moore, a Ally Sheedy e a Mare Winningham - poxa, estes atores encarnavam, na época, tudo aquilo que qualquer adolescente oitentista queria ser!!!! Puxa, não me peçam imparcialidade!!!! Não tem jeito, quem não viu, vai ter que ver por sua própria conta e risco para saber se o filme é bom, é ruim, é bárbaro, ou quase indigerível!!!! Depois me contem o que acharam!!!! Observação 1 - Como a estética dos anos 80 era bizarra, Jesus; Observação 2 - como é estranho, atualmente, assistir filmes anteriores ao politicamente correto e ver como se lidava com algumas questões, incluindo o consumo de cigarros - acho que vou ganhar um câncer de pulmão por assistir muito esse filme... rs

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page