• hikafigueiredo

"Os Felinos", de David Lowell Rich,1969

Filme do dia (102/2022) - "Os Felinos", de David Lowell Rich,1969 - Após anos afastado, o jovem e irresponsável Willie (Michael Sarrazin) é convencido pela misteriosa Kassia (Gayle Hunnicutt) a retornar para a mansão de sua milionária tia Danny (Eleanor Parker). De olho na fortuna da tia, Willie terá de convencê-la a livrar-se de suas dezenas de gatos, já que ele tem fobia dos animais.





Do mesmo roteirista do excepcional "Psicose" (1960), o filme está muito mais para o suspense do que exatamente para o terror. A história acompanha os esforços de Willie e Kassia para se apossarem da fortuna da rica e adoentada tia de Willie, mesmo que, para isso, precisem apressar um pouco o óbito certo da mulher. O problema está no fato de que a tia possui dezenas de gatos e Willie sofre de "ailurofobia" ou, em outras palavras, fobia de gatos. Não que a tia se negue a afastar os bichanos da sua residência, já que ela tem evidente "obsessão" (cof cof) pelo belo sobrinho sumido, mas resta saber se os animais pretendem realmente abandonar um lar tão agradável como aquele. A narrativa desenvolve-se muito bem, em tempo linear, com um único flashback explicativo para a fobia do protagonista, e em um ritmo "sinuoso", adequado a uma história de suspense. Muito embora eu tenha "cantado bola" de um modesto "plot twist" da história, ela envolve e prende o espectador e corre tudo às mil maravilhas até o desfecho final, quando, nos últimos dois ou três minutos, acontecem coisas que me deixaram meio "oi?". Sim, nos minutos finais a história dá uma sambada estranha, fiquei em dúvida se entendi direito, mas, mesmo assim, não achei suficiente para estragar a obra. Confesso que fiquei um pouco incomodada com a impressão que os gatos me passaram (tenho sérias dúvidas quanto ao tratamento dispensado aos bichos durante as filmagens) e certamente quem gosta de animais vai ter essa mesma (má) impressão. Achei ousada a sugestão de uma relação incestuosa entre a Tia Danny e Willie, ainda mais considerando a época em que o filme foi feito. Gostei das escolhas fotográficas - temos cenas do ponto de vista dos animais, outras tantas que acompanham os bichanos de maneira furtiva, posicionamentos de câmera criativos e sofisticados, sempre colaborando com o estabelecimento da atmosfera de tensão. O elenco traz Michael Sarrazin como Willie, num interpretação inspirada e bastante convincente do personagem irresponsável e bon vivant. No papel de Kassia, a bela Gayle Hunnicutt, em uma interpretação igualmente robusta. Como tia Danny, a ótima Eleanor Parker, que consegue imprimir nuances bem interessantes na personagem (inclusive uma crise de meia idade e carência afetiva que a levam a olhar o sobrinho com olhos bem cobiçosos... rs). No elenco, ainda, Tim Henry como Luke, o irmão enjeitado de Willie. Destaque para as cenas do flashback, da queda da cadeira de rodas e de Kassia subindo a escada (bem no finalzinho), as três tensas e muitíssimo bem construídas. Eu gostei da obra, apesar do desfecho um pouco confuso. Vale a visita.

0 visualização0 comentário