• hikafigueiredo

"Pão e Tulipas", de Silvio Soldini, 2000

Filme do dia (179/2017) - "Pão e Tulipas", de Silvio Soldini, 2000 - Rosalba (Licia Maglietta) e sua família estão de férias pela Itália. Em uma parada do ônibus, Rosalba é esquecida para trás. No intuito de voltar para sua casa, Rosalba consegue uma carona, mas o motorista para em Veneza, e ela se encanta pelo lugar, decidindo tirar "férias" de sua família por uns tempos. Buscando um local para passar a noite, ela acaba sendo acolhida por Fernando (Bruno Ganz), um misterioso homem.





Sabe aquele tipo de comédia de erros, onde as pessoas se encontram e se desencontram? Esse filme tem um quê de comédia de erros assim, com alguns personagens se perseguindo ou, ainda, fazendo suposições precipitadas uns em relação aos outros. É um romancezinho muuuuito simpático e bonitinho, um filme leve e despretensioso e bastante gostoso de assistir. Okay, o desfecho é um pouco previsível - como toda comédia romântica, diga-se de passagem - mas não compromete a obra. Acho que o forte do filme são as interpretações dos atores e atrizes - Licia Maglietta faz uma Rosalba tão sorridente e simpática e, ao mesmo tempo, tão "perdida" e desastrada, não dá para não gostar da personagem; sou suspeita para falar de Bruno Ganz, pois o acho um ator excepcional e, aqui, ele interpreta Fernando com tanta sobriedade e contenção que dá vontade de acolhê-lo; marina Massironi faz a vizinha Grazia, uma massoterapeuta meio esotérica - ótima; e Giuseppe Battiston interpreta Constantino, um pseudo-detetive contratado pelo marido de Rosalba para localizá-la. O filme é uma graça, vale a pena ser visto. Recomendo para quem curte romances e filmes leves.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo