• hikafigueiredo

"Paz, Amor e Muito Mais", de Bruce Beresford, 2011

Filme do dia (32/2015) - "Paz, Amor e Muito Mais", de Bruce Beresford, 2011 - Diane (Catherine Keener) acaba de ser surpreendida pelo marido, que pede o divórcio. Arrasada, ela viaja com seus filhos para a casa da mãe (Jane Fonda), uma hippie com quem não fala há vinte anos.





Comédia romântica alto astral e com mensagens edificantes, este filme, conquanto não seja nenhuma obra prima do cinema, agrada principalmente por conta de seu clima leve e despretensioso. A história é gostosinha e o roteiro, apesar de previsível (que roteiro de comédia romântica não é?) , flui bem e é amarradinho. Ainda que leve, a história contém algumas críticas à guerra, à violência e ao uso de transgênicos, dentre outros, o que era de se esperar, uma vez que a maior parte do filme se passa em uma comunidade hippie. Certamente parte da minha simpatia pela obra se dá justamente por retratar modos de vida alternativos e mais "paz e amor", pelos quais tenho admiração e apreço. O filme conta com boas atuações, com destaque para Catherine Keener, como a protagonista, uma advogada rígida e conservadora, e Jane Fonda, como a avó hippie, liberal e progressista. Não é um filme marcante e tampouco profundo, mas é divertido e tem clima de sessão da tarde. Para aqueles que querem se divertir sem elucubrar nada depois da sessão de cinema...

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo