• hikafigueiredo

"Pintar ou Fazer Amor", de Arnaud e Jean-Marie Larrieu, 2005

Filme do dia (176/2016) - "Pintar ou Fazer Amor", de Arnaud e Jean-Marie Larrieu, 2005 - Willian (Daniel Auteuil) acaba de se aposentar. Sua esposa Madeleine (Sabine Azéma) escapa para o campo para pintar paisagens bucólicas nos fins de tarde como forma de descontrair das tensões do dia a dia. Eles tem uma filha que se mudou, a estudo, para a Itália. O casal aparenta ter uma relação ideal e profunda. Após um encontro inesperado, Willian e Madeleine mudam-se para uma casa no campo e iniciam uma amizade com Adam (Sergi López) e Eva (Amira Casari). Este contato modificará a relação do casal.





O filme trata, basicamente, de cumplicidade e intimidade e como relações aparentemente estáveis e consolidadas podem possuir porões escuros. Na minha opinião, a relação que se estabelece entre os dois casais evidenciam que Willian e Madeleine possuíam cumplicidade entre si, mas não intimidade. Cria-se uma necessidade, uma dependência do "outro" no casal que deixa claro que, entre eles, na realidade, havia um grande fosso, uma falta de real intimidade. Bom... essa é a minha leitura. O filme, cuja temática deveria despertar algum frio na barriga, não me seduziu em nada. A relação altamente sexualizada dos personagens me pareceu fria, muito mais necessária do que optativa, como se, sem aquilo, eles estivessem mortos - isso não é sedutor, é deprimente! Formalmente é um filme tradicional, "padrãozão". As atuações são boas, com destaque para a dupla Auteuil e Azéma. Naaaah.... não é um filme ruim, mas esperava bem mais dele.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo