• hikafigueiredo

"Re-Animator: A Hora dos Mortos Vivos", de Stuart Gordon, 1985

Filme do Dia (78/2018) - "Re-Animator: A Hora dos Mortos Vivos", de Stuart Gordon, 1985 - Em uma faculdade, o jovem Dan Cain (Bruce Abbott) é tido como um aluno de medicina extremamente promissor. A chegada de um novo colega, Herbet West (Jeffrey Combs) irá conturbar a vida de Dan.





O filme, baseado em um conto do mestre H. P. Lovecraft admitidamente inspirado na obra "Frankestein", despojou-se de qualquer elemento sério e atmosfera perturbadora para enveredar, com os dois pés, pelo caminho do "terrir" - aquele gênero de cinema de baixo orçamento que concilia o terror e a comédia. Trash até não poder mais, o filme assume todas suas deficiências, transformando-as no seu maior mérito: um roteiro ousado, porém verdadeiramente absurdo; diálogos inverossímeis, óbvios ou sem sentido; interpretações exageradas; efeitos especiais toscos e propositalmente falsos; e baixíssima qualidade técnica. A "podreira" é tal que a obra até fica boa, pois admite-se como filme "B" que não deve ser levado a sério MESMO, abrindo espaço para a curiosidade do espectador que quer ver até onde chega o nível da groselha - e, cá entre nós, não tem qualquer limite... O filme tem, ainda, uma pegada "gore" fortíssima - são muitos litros e litros de sangue artificial jorrados aliados a vísceras de borracha de todos os tipos, mas não se preocupe, caso tenha estômago fraco para essas coisas: tudo é falso demais para causar qualquer comoção e os contextos são tão absurdos que você irá gargalhar a cada ocorrência. Apesar de ser super divertido, é uma pena que o filme não tenha realmente aproveitado o conto de Lovecraft, já que, se tem algo que não cabe nas obras do autor, é a comédia (tudo dele é realmente soturno, pesado e claustrofóbico). O filme é um ícone do terror trash e, para quem curte, obrigatório. Confira se esse for o seu caso.

0 visualização0 comentário