• hikafigueiredo

"Sangue de Pantera", de Jacques Tourneur, 1942

Filme do dia (214/2013) - "Sangue de Pantera", de Jacques Tourneur, 1942 - Irena Dubrovna (Simone Simon) e Oliver Reed (Kent Smith) conhecem-se no zoológico e rapidamente se apaixonam. Irena relata para Oliver lendas de sua vila natal na Sérvia acerca de um povo maldito que vivera naquelas terras e seu temor de ser descendente deles, carregando aquela maldição. O casamento do jovem casal aprofundará o medo de Irena e Oliver começará a se preocupar com a saúde mental de sua esposa.





Esse clássico do terror, caracteriza-se por em nada parecer uma obra desse gênero. Muito mais "puxado" para o noir, o filme finca o pé no suspense e não possui uma única cena explícita sequer, trabalhando quase o tempo todo no terreno do terror psicológico. A obra brinca com as questões do medo e do imaginário de Irena, de forma que existe a dúvida se tudo não passa de uma sugestão da moça, o que só se resolve nos últimos quinze minutos do filme. A personagem Irena, inclusive, desperta simpatia e certa comiseração, por seu maior temor ser machucar seus entes queridos em um eventual ataque se ciúmes e fúria, o que a faz evitar se aproximar e gostar das pessoas - o que, por si só, já poderia ser considerada uma verdadeira maldição. A maior marca do filme é sua fotografia, que trabalha luzes e sombras, num contraste marcado, criando especial suspense nas cenas que envolvem a penumbra, fazendo o espectador imaginar mais do que realmente vê. Algumas cenas, como a da perseguição de Alice e a da piscina, a montagem também participa ativamente da criação de tensão e suspense. Quanto as interpretações, apesar do elenco totalmente à vontade, quem se destaca mesmo é Simone Simon, com seus grandes olhos felinos e sua expressão de eterno receio, mesmo quando contrariada - perfeita para a personagem!!! O filme é bem legal, mas não vai fazer o espectador se contorcer de medo, como eu já disse, a obra cai mais para um suspense. Vale a visita.

0 visualização0 comentário