• hikafigueiredo

"Suspiria", de Dario Argento, 1977

Filme do dia (48/2016) - "Suspiria", de Dario Argento, 1977 - Suzan, uma jovem americana, viaja para a Europa para estudar em uma renomada academia de dança. Ao chegar ao local, no entanto, recebe a informação de que uma aluna fora assassinada na noite anterior, o que desperta a sua atenção para outros fatos estranhos.





Obra-prima do terror, cultuado por muitos, o filme possui um roteiro razoável que, se não se destaca entre outros quesitos, também não chega a atrapalhar o bom funcionamento da obra. Na realidade, mais do que o roteiro, o que chama a atenção no filme é a sua proposta estética e a sua construção. Antes de mais nada, "Suspiria" é um filme esteticamente bonito, com um raro apuro imagético. Contando com uma direção de arte caprichada e com uma fotografia linda e ousada, o filme marca por suas cores vibrantes e contrastantes, com muito uso do branco, do preto e, lógico, do vermelho. Jogos de luz e sombras e a utilização constante de iluminação colorida criam um clima de pesadelo que permeia a obra desde o primeiro minuto. A trilha sonora, pesada, incômoda, e a boa utilização do som imprimem ainda mais tensão à história. Os enquadramentos, as posições e movimentos de câmera (com muitos plongées e contra-plongées) são sofisticados, virtuosos, algo bastante raro nos filmes de terror atuais. Se todo o apuro estético sobressai, o mesmo não se pode dizer das atuações - a interpretação dos atores, definitivamente, não pode ser considerada o ponto alto da obra. Também os efeitos especiais são secundários, caracterizando-se por serem bastante datados, podendo incomodar um pouco o público acostumado com os mega efeitos digitais de hoje. Mas, à despeito das características não tão legais do filme, a obra é beeeeem legal e vale - fácil ! - uma visita! Ainda me despertou um grande interesse na obra do diretor, cuja filmografia me era completamente desconhecida. Recomendo muito de boa!

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo