• hikafigueiredo

"Tempos Modernos", de Charles Chaplin, 1936

Filme do dia (136/2016) - "Tempos Modernos", de Charles Chaplin, 1936 - Em uma fábrica, o Vagabundo (Charles Chaplin) trabalha em uma função mecânica que o desgasta. Após um ataque nervoso, ele sai em busca de novo trabalho.





O filme é uma crítica mordaz e genial ao sistema capitalista, à divisão do trabalho, ao consumismo, à exploração do trabalhador e ao "viver para trabalhar". Apesar da crítica ácida e cirúrgica, o filme mantém a comicidade e a poesia características do mestre Chaplin. Adorei a cena em que o presidente da empresa aparece montando quebra-cabeça enquanto que os empregados se matam na fábrica (tãããão real). Não bastasse a crítica ao capitalismo, o filme ainda retrata os movimentos sociais, as greves, a truculência policial em relação aos grevistas, o desemprego - simplesmente perfeito!!!! O filme, ainda, tem aquele toque romântico e acaba de uma maneira muito lindinha! Cena de destaque - a da máquina de comer - hilária!!!! Uma característica que me chamou muita atenção na obra é que ela é uma transição entre o cinema mudo e o falado - não existem diálogos, mas há som, inclusive falas inteiras e música cantada. O ritmo se mantém ágil e, ainda, apoiado em esquetes. Chaplin permanece maravilhoso como Vagabundo e a mocinha da história, interpretada por uma expressiva Paulette Goddard, é completamente encantadora. Estou realmente encantada com Charles Chaplin (e, sim, só paro de escrever sobre sua obra quando acabarem os filmes do box !!!!).

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo