• hikafigueiredo

"Terra de Minas", de Martin Pieter Zandvliet, 2015

Filme do dia (211/2018) - "Terra de Minas", de Martin Pieter Zandvliet, 2015 - Dinamarca, 1945. Após a rendição da Alemanha na Segunda Guerra, soldados alemães são obrigados a permanecer em terras dinamarquesas para uma terrível e mortal tarefa: desarmar mais de dois milhões de minas terrestres enterradas nas praias daquele país.





A obra retrata como a vitória em uma guerra pode se transformar em revanchismo e vingança. Ainda que a tarefa de desarmar as minas terrestres pelos soldados alemães, prisioneiros de guerra, contrariasse completamente os acordos estabelecidos pela Convenção de Genebra, é fato que ela foi ordenada e cumprida, resultando na morte de centenas de militares alemães. O filme mostra a crueldade imposta aos soldados derrotados, que eram tratados como descarte de guerra e sequer eram alimentados regularmente. O mais chocante na história é que tais soldados eram, majoritariamente, meninos de 16, 17 anos, que mal sabiam o que estavam fazendo ali. A obra expõe como o exército vitorioso - no caso, o dinamarquês - foi tão cruel e assassino quanto o alemão durante a guerra, a demonstrar que não existem "mocinhos" em uma guerra, todos são igualmente sujos e sanguinários. Incômodo e tristíssimo, a narrativa acompanha um sargento dinamarquês (Roland Møller) responsável pela equipe de quatorze jovens prisioneiros alemães obrigados a desarmar as minas em uma praia afastada da Dinamarca. O tempo é linear e cronológico e o ritmo constante.A fotografia aproveita as belíssimas locações. Roland Møller está realmente incrível como o sargento que oscila entre cumprir as ordens que lhe foram dadas e acolher os jovens rapazes alemães, tentando não perder sua humanidade e sua empatia. O filme é tenso e é impossível não ficar com um peso no peito a cada mina que explode e faz uma vítima. O desfecho é inverossímil, mas, ainda assim, alivia um pouco a alma. Foi indicado para Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2017. Bom demais da conta, recomendo.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo