"Uma Grande Aventura", de Martin Rosen e John Hubley, 1978

Filme do dia (83/2021) - "Uma Grande Aventura", de Martin Rosen e John Hubley, 1978 - Um grupo de coelhos, acreditando na previsão de um de seus membros que afirma que sua coelheira está sob perigo iminente, parte em busca de um novo local para se estabelecerem. No entanto, o caminho estará repleto de perigos, inclusive em razão do encontro de uma outra coelheira sob um governo tirânico.





Aaaaain.... não sei se é algum trauma advindo das obras "Bambi" (1942) e "O Rei Leão" (1994), mas é certo que eu, usualmente, não gosto de animações onde os personagens são animais em seu habitat natural, lutando pela sobrevivência, mas, como essa animação fazia parte de um box que eu adquiri, resolvi arriscar. Devia ter ouvido minha intuição. Jesus, que obra mais chata!!!! A história, uma mistura de aventura com drama, acompanha o grupo de coelhos que precisa enfrentar uma série de perigos e desafios para estabelecer uma nova coelheira, livre de qualquer imposição ou tirania. Quando eles, finalmente, encontram um bom local, se dão conta que o grupo não conta com nenhuma fêmea, de forma que não teriam como criar uma nova coelheira, já que sem possibilidades de reprodução. E lá saem os coelhos atrás de fêmeas para garantir seus descendentes. Gente, muito chatinha a história. Okay, existe uma crítica ali acerca da ação do homem sobre o meio ambiente e a fauna, bem como aos governos tirânicos, mas a violência entre os coelhos me pareceu tão exagerada e deslocada que não me envolveu nem por um minuto. E ainda me pergunto a quem está direcionada a história - para os adultos, é uma narrativa chata e sem atrativos, para as crianças, uma história com uma violência desmedida e que choca ao mostrar os coelhinhos fofinhos se atacando de tirar sangue. A animação até que é bem feita, com desenhos que se aproximam de uma imagem real dos coelhos, mas a história me foi torturante de acompanhar. Eu não gostei e não indico.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo