• hikafigueiredo

"Up - Altas Aventuras", de Peter Docter, 2009

Filme do dia (200/2021) - "Up - Altas Aventuras", de Peter Docter, 2009 - O pequeno Carl é um menino tímido e sonhador, que se imagina vivendo grandes aventuras. Ele conhece e faz amizade com Ellie, uma garotinha faladora e ousada, tão sonhadora quanto ele. Almas gêmeas, Carl e Ellie crescem e se casam, jamais abandonando seus sonhos de aventuras. Quando Ellie, já idosa, falece, Carl ressente-se por não terem feito a viagem de suas vidas. Após um incidente, Carl, aos 78 anos, é considerado uma ameaça para os outros e para si próprio e obrigado a deixar sua casa e ir para um asilo de idosos. Mas antes disso, ele decide que cumprirá uma antiga promessa a Ellie e viverá a maior aventura de sua vida.





Décima animação produzida pelo estúdio Pixar, a obra é uma história bonita e "lacrimosa" acerca do amor, do companheirismo, do compromisso e, acima de tudo, da necessidade de termos sonhos e aspirações. A mensagem é clara: jamais desistir dos sonhos, correr atrás deles para realizá-los e aproveitar o que a vida tem de bom, abraçando-a com intensidade, na medida das suas possibilidades. O filme também traz uma mensagem acerca da resiliência e do otimismo - ainda que Ellie não possa realizar o sonho de ser mãe, ela não se deixa abater e trata de focar em outros sonhos, voltando a sorrir e imaginando outras aventuras para a sua vida. Carl, por sua vez, é a imagem da dedicação e da determinação - decidido a cumprir sua promessa a Ellie, ele usa o que tem em mãos para realizá-la, surgindo, daí, a onírica imagem da casa que alça vôo com balões coloridos. A animação é uma graça, muito meiga e sensível, ainda que tenha, claro, sequências cômicas, principalmente relacionadas ao menino Russell e ao cachorro Dug. É daquelas obras que, se você não se emocionar, é porque tem coração peludo e hidrogênio líquido no lugar de sangue. Destaque para as cenas da vida em comum de Carl e Ellie, para a primeira cena do vôo da casa com os balões, para o encontro da mensagem de Ellie no Caderno de Aventuras e para as cenas finais entre Carl e Russell (e Dug). Animação doce e aconchegante, é impossível não sorrir com ela, lembrando que nunca é tarde demais para sonhar e viver uma aventura. Obrigatória.

0 visualização0 comentário