• hikafigueiredo

"Vida Cigana", de Emir Kusturica, 1988

Filme do dia (12/2017) - "Vida Cigana", de Emir Kusturica, 1988 - Perhan (Davor Dujmovic) é um jovem cigano que sonha em casar com a bela Azra (Sinolicka Trpkova). Para atingir seu objetivo, busca a ajuda de Ahmed, o chefão do crime local, o qual o leva para a Itália onde Perham passa a viver de pequenas contravenções e delitos.





Do mesmo diretor do delicioso "Gato Preto, Gato Branco", esta obra tem, em comum com aquela, a incursão pelo universo do realismo fantástico e pela realidade do povo cigano. No entanto, enquanto "Gato Preto, Gato Branco" flui fácil, o mesmo não aconteceu com este filme, ao menos para mim. Posso estar num mau dia apenas, mas meu contato com o filme foi truncado, achei a obra muito longa e com excessivas passagens mágicas (que, se tinham algum simbolismo, eu não cheguei a captar). Não cheguei a achar o filme ruim, até porque vi méritos nele, mas não me envolveu tanto como a obra já citada. As virtudes do filme estão na condução da história, na bela fotografia e, sem dúvida, no carisma do personagem Perhan, muito bem interpretado por Davor Dujmovic - por mais que Perhan seja um canalha, ele guarda certos princípios e pudores que o tornam mais complexo e humano e infinitamente mais crível que muitos personagens de outras obras. O filme ganhou Melhor Direção em Cannes em 1989.

0 visualização0 comentário